22584662

Impunidade – H.G. Cancela

Fazer parte da Roda dos Livros tem sido uma experiência enriquecedora a vários níveis, e posso afirmar já, com alguma dose de certeza, que me tornou numa leitora diferente. Não melhor, nem pior, simplesmente diferente; mais atenta a certos aspetos dos livros e mais desperta para o essencial e menos para o acessório. E, depois,…

biografia-do-lingua

“Biografia do Língua” de Mário Lúcio Sousa

      “Face à emoção que desperta em nós um rosto, uma melodia, uma sequência de palavras, todas as explicações cessam, porque o que se sente é, é assim e é inexplicável.” Héctor Abad Faciolince in “Os Dias de Davanzati” Escolhi a citação acima por encontrar nesta frase de Faciolince a tradução perfeita das…

CAPA_ESPIA_ORIENTE

A Espia do Oriente – Nuno Nepomuceno

Deparei-me com a trilogia Freelancer na Feira do Livro de Lisboa do ano passado, por sugestão da Patrícia. Li o primeiro volume a grande velocidade, em apenas três dias (quase tão rápido como a Márcia, cuja opinião podem encontrar aqui) e tal como o primeiro, este segundo volume da história lê-se muito rapidamente. A verdade…

umahistoriadeamoretrevas

Uma História de Amor e Trevas – Amos Oz

Quando a lista de livros por ler é grande, acontecem os inevitáveis adiamentos. Uma História de Amor e Trevas era, possivelmente, das minhas leituras mais adiadas. Veio cá para casa há tempo suficiente para o meu olhar se cruzar com a sua lombada dezenas de vezes. Nos meus olhos sempre a promessa de lhe pegar…

amaodefatima

A Mão de Fátima – Ildefonso Falcones

  Este livro foi uma grande e boa surpresa. Comprei “A Mão de Fátima” há três anos, porque uma amiga que me conhece muito bem me disse que ia adorar, que era a minha cara – um romance histórico e ainda por cima religioso! Fiz-me ao livro cheia de vontade mas rapidamente comecei a lentinficar,…

viverdepoisdeti

Viver depois de ti – Jojo Moyes

Há momentos em que uma leitura diferente é necessária. Que não tenha particularmente a ver com o que mais se gosta, nem com a necessidade de saber mais ou aprender coisas novas e diferentes. Às vezes é preciso um livro que, mesmo não acrescentando grande coisa ao que já sou e tenho, me leve para…

Postal Detroit

Um Postal de Detroit – João Ricardo Pedro

Eu estava mesmo convencida que não haveria nada que me pudesse fazer não gostar deste livro. E não posso dizer que não gostei. Mas não posso afirmar que gostei tanto como esperava. Quando se lê um segundo livro de um autor, e se gostou bastante do primeiro, espera-se mais. E, se calhar, foi essa expectativa…

submissão

Submissão – Michel Houellebecq

Um dia, ouvi o seguinte comentário acerca de um livro de Houellebecq: “Já sei que me vai irritar, mas não vou conseguir não o ler.” Na altura, não percebi o motivo de tanta irritação. Agora, depois de ter lido algumas obras deste autor, julgo começar a perceber: o problema está no seu talento para desenhar…

maternadocura

Materna Doçura – Possidónio Cachapa

Li Materna Doçura no fim-de-semana. Poderia tê-lo lido apenas no sábado, pois é daqueles livros que não apetece largar e que se lê com um prazer constante, que não esmorece. Apesar de me ter sido muito recomendado eu não sabia nada sobre o livro. A capa e o título não me suscitaram especial interesse, e…

Nicolai-Vassílievitch-Gogol-240x300

“Almas Mortas” de Nikolai Gogol

“Clássico da Literatura”. Esta curta menção tem o condão de despoletar uma variedade de reacções num qualquer potencial leitor; frequentemente estas oscilam entre uma repulsa forte e imediata, seguida de afastamento num piscar de olhos, como se de uma ameaça à integridade pessoal se tratasse e um estado reverencial, quase religioso, usualmente acompanhado de enfáticas…

contosamodadoporto

Contos à Moda do Porto – Miguel Miranda

Continuo a descobrir os Contos. Uma dedicação talvez tardia, mas que possivelmente antes não me daria tanto prazer. Não sei se há momentos mais propícios a apreciar a narrativa curta, se assim for, estou na minha fase de Contos. Parece-me que a vou fazer durar pois já há sempre, pelo menos, um livro de histórias…

Rakushisha

“Rakushisha” de Adriana Lisboa

Em cada ano, quando começa a Feira do Livro, todos os caminhos da cidade tornam-se meros percursos para os pés de leitores impenitentes como eu se dirigirem para o Parque Eduardo VII sempre que puderem; nunca são precisos pretextos ou razões para ir à feira e nunca se sabe que surpresas maravilhosas lá espreitam, à…

LuciaBerlin-livro

«Manual para mulheres de limpeza» de Lucia Berlin :: Opinião

A critica é unânime. Lucia Berlin é largamente aclamada e premiada. No passado mês de Junho, “Manual para mulheres de limpeza”, foi o título ganhador do California Book Award, destacando o melhor livro de ficção nos Estados Unidos, e ainda o Prémio Libreter que destaca o melhor livro de literatura estrangeira em Espanha, atribuído pelo Grémio…

historiasindianas

Histórias Indianas – Cristina Drios

Estas histórias encantaram-me. Li-as de uma assentada e com um imenso prazer. São oito viagens a uma Índia descoberta por um olhar atento aos detalhes. De pequenos pormenores vi nascer personagens que brincaram com a minha imaginação, deixando-me fantasiar enquanto me embalavam no exotismo dos cheiros e dos ambientes. É permitido saltar da riqueza para…

19701266_E1h4b

Sempre vivemos no Castelo, de Shirley Jackson

«Chamo-me Mary Katherine Blackwood. Tenho dezoito anos e vivo com a minha irmã Constance. É frequente pensar que se tivesse tido um pouco de sorte poderia ter nascido lobisomem, porque o anular e o dedo médio das minhas mãos têm o mesmo comprimento, mas tive de me contentar com aquilo que tenho. Não gosto de…

090a7-capa-ferrante

A Amiga Genial, de Elena Ferrante

Foi durante esse percurso até à Via Orazio que comecei a sentir-me claramente uma estranha, que a minha própria estranheza tornava infeliz. Crescera com aqueles rapazes, achava os seus comportamentos normais, a sua linguagem violenta era a minha. Mas havia seis anos que seguia diariamente um percurso que eles ignoravam completamente, e que eu, pelo…

acasacomboio

A Casa-comboio – Raquel Ochoa

Li A Casa-comboio há uns dois meses. Fui adiando este texto, e as memórias desta história foram ficando no fundo das histórias com que vivo todos os dias. Não que tenha esquecido, não se esquecem os livros de que se gosta, e muito menos os que ensinam, preenchendo os espaços para tudo o que temos…