viverdepoisdeti

Viver depois de ti – Jojo Moyes

Há momentos em que uma leitura diferente é necessária. Que não tenha particularmente a ver com o que mais se gosta, nem com a necessidade de saber mais ou aprender coisas novas e diferentes. Às vezes é preciso um livro que, mesmo não acrescentando grande coisa ao que já sou e tenho, me leve para…

Postal Detroit

Um Postal de Detroit – João Ricardo Pedro

Eu estava mesmo convencida que não haveria nada que me pudesse fazer não gostar deste livro. E não posso dizer que não gostei. Mas não posso afirmar que gostei tanto como esperava. Quando se lê um segundo livro de um autor, e se gostou bastante do primeiro, espera-se mais. E, se calhar, foi essa expectativa…

submissão

Submissão – Michel Houellebecq

Um dia, ouvi o seguinte comentário acerca de um livro de Houellebecq: “Já sei que me vai irritar, mas não vou conseguir não o ler.” Na altura, não percebi o motivo de tanta irritação. Agora, depois de ter lido algumas obras deste autor, julgo começar a perceber: o problema está no seu talento para desenhar…

maternadocura

Materna Doçura – Possidónio Cachapa

Li Materna Doçura no fim-de-semana. Poderia tê-lo lido apenas no sábado, pois é daqueles livros que não apetece largar e que se lê com um prazer constante, que não esmorece. Apesar de me ter sido muito recomendado eu não sabia nada sobre o livro. A capa e o título não me suscitaram especial interesse, e…

Nicolai-Vassílievitch-Gogol-240x300

“Almas Mortas” de Nikolai Gogol

“Clássico da Literatura”. Esta curta menção tem o condão de despoletar uma variedade de reacções num qualquer potencial leitor; frequentemente estas oscilam entre uma repulsa forte e imediata, seguida de afastamento num piscar de olhos, como se de uma ameaça à integridade pessoal se tratasse e um estado reverencial, quase religioso, usualmente acompanhado de enfáticas…

contosamodadoporto

Contos à Moda do Porto – Miguel Miranda

Continuo a descobrir os Contos. Uma dedicação talvez tardia, mas que possivelmente antes não me daria tanto prazer. Não sei se há momentos mais propícios a apreciar a narrativa curta, se assim for, estou na minha fase de Contos. Parece-me que a vou fazer durar pois já há sempre, pelo menos, um livro de histórias…

Rakushisha

“Rakushisha” de Adriana Lisboa

Em cada ano, quando começa a Feira do Livro, todos os caminhos da cidade tornam-se meros percursos para os pés de leitores impenitentes como eu se dirigirem para o Parque Eduardo VII sempre que puderem; nunca são precisos pretextos ou razões para ir à feira e nunca se sabe que surpresas maravilhosas lá espreitam, à…

LuciaBerlin-livro

«Manual para mulheres de limpeza» de Lucia Berlin :: Opinião

A critica é unânime. Lucia Berlin é largamente aclamada e premiada. No passado mês de Junho, “Manual para mulheres de limpeza”, foi o título ganhador do California Book Award, destacando o melhor livro de ficção nos Estados Unidos, e ainda o Prémio Libreter que destaca o melhor livro de literatura estrangeira em Espanha, atribuído pelo Grémio…

historiasindianas

Histórias Indianas – Cristina Drios

Estas histórias encantaram-me. Li-as de uma assentada e com um imenso prazer. São oito viagens a uma Índia descoberta por um olhar atento aos detalhes. De pequenos pormenores vi nascer personagens que brincaram com a minha imaginação, deixando-me fantasiar enquanto me embalavam no exotismo dos cheiros e dos ambientes. É permitido saltar da riqueza para…

19701266_E1h4b

Sempre vivemos no Castelo, de Shirley Jackson

«Chamo-me Mary Katherine Blackwood. Tenho dezoito anos e vivo com a minha irmã Constance. É frequente pensar que se tivesse tido um pouco de sorte poderia ter nascido lobisomem, porque o anular e o dedo médio das minhas mãos têm o mesmo comprimento, mas tive de me contentar com aquilo que tenho. Não gosto de…

090a7-capa-ferrante

A Amiga Genial, de Elena Ferrante

Foi durante esse percurso até à Via Orazio que comecei a sentir-me claramente uma estranha, que a minha própria estranheza tornava infeliz. Crescera com aqueles rapazes, achava os seus comportamentos normais, a sua linguagem violenta era a minha. Mas havia seis anos que seguia diariamente um percurso que eles ignoravam completamente, e que eu, pelo…

acasacomboio

A Casa-comboio – Raquel Ochoa

Li A Casa-comboio há uns dois meses. Fui adiando este texto, e as memórias desta história foram ficando no fundo das histórias com que vivo todos os dias. Não que tenha esquecido, não se esquecem os livros de que se gosta, e muito menos os que ensinam, preenchendo os espaços para tudo o que temos…

ouroecinza

Ouro e Cinza – Paulo Varela Gomes

Por vezes tenho a sorte de ler livros que ficam comigo muito tempo. Não só depois de os terminar, o que acontece frequentemente, e ainda bem, mas enquanto os leio. É raro. Gosto de ler depressa. E muitas (demasiadas) vezes cometo o pecado de ler o final do livro já com a cabeça no próximo.…

uma_escuridao_bonita

Uma Escuridão Bonita – Ondjaki e António Jorge Gonçalves

Há livros que parecem ter poucas palavras. Mas depois de lidos sentimos que têm as palavras suficientes. Na verdade, quando as palavras são perfeitas parece que incham, engordando as páginas e obrigando o leitor a equilibrar as palavras dentro do livro, relendo. Quando as palavras perfeitas se acomodam em ilustrações perfeitas, que as vestem no…

6816890

Morreste-me – José Luís Peixoto

Não há palavras que sejam suficientes para expressar a dor de perder um pai. É uma coisa tão visceral e devastadora, que se torna num daqueles momentos em que o antes e o depois se vêm separados por um limite inultrapassável. Há pessoas que sentem conforto no partilhar dessa dor, que conseguem facilmente rever-se nas…

20160625_171731

Roda dos Livros – Sugestões de Junho de 2016

Neste início de Verão a Roda dos Livros voltou à sua “casa” de sempre, a Biblioteca dos Olivais, para mais uma tarde de conversa animada em torno de uma mesa repleta de livros. Aqui fica a bela pilha de livros constituída pelas sugestões deste mês: Sónia – “Síndrome de Antuérpia” de João Felgar Ana –…

Umaboamulher

Uma Boa Mulher – Jill Alexander EssBaum

Gosto de romances no feminino mas tive alguma dificuldade em escrever este parecer. Uma Boa Mulher é uma mulher como tantas outras, que conheceu apenas uma versão do amor e sente-se triste, solitária e entediada. Uma americana que deambula pela Suiça onde reside com o marido suíço e os três filhos numa existência confortável em que…

Teoria dos limites

Teoria dos Limites, de Maria Manuel Viana

Leibniz, matemático e filósofo, diz-nos, entre tantas outras coisas, que “o todo não é a soma das partes mas sim a sucessão, a integração  mais a sua interação”. Pegar nisto, na noção de limite e continuidade, na pirâmide de base infinita e transformar tudo em literatura (sobre literatura) é algo assombroso mas perfeitamente possível para…