Encontro de Março

«Depois do prazer de possuir livros, não há outro que seja mais doce do que falar deles.».

«A fé de um escritor» de Joyce Carol Oates :: Opinião

Numa análise que se expande desde a infância à idade adulta, Oates recorda a doentia inspiração vinda de Poe, o imaginário mundo de Lewis Carol, a importância de aceitar os impulsos que desde cedo formatam o escritor. É importante seguir imaginando, sonhando e idolatrando tantos outros escritores; mestres desse ofício solitário e tantas vezes incompreendido. Um ofício romântico, podendo estar condenado ao fracasso e certamente condenado à revisão constante e ao escrutínio da avaliação alheia.

Encontro de Janeiro

2018 já cá está e como não podia deixar de ser, o grupo de rodistas já se juntou para discutir as primeiras leituras deste novo ano. Muitos nos alegra estrear mais um ano e ter duas caras novas para nos fazer companhia, a Hélia e a Patrícia que se juntaram à reunião de Janeiro e…

Encontro de Dezembro

Celebrando rodas e rodas, pilhas e mais pilhas de livros, chegou a época de fazer o último encontro Rodista de 2017, por isso, esta sessão é mais do que um balanço de leituras do mês de Dezembro, é um encontro de amigos e uma celebração. Uma festa! Uma roda à mesa, como de costume, mas…

Uma Mulher Desnecessária – Rabih Alameddine

Rabih Alameddine é um escritor e pintor de origem libanesa, que vive atualmente entre Beirute e São Francisco. Em Portugal, tinha já sido publicado O Contador de Histórias, de sua autoria, um livro que confesso me ter passado ao lado, mas que me passou a interessar bastante depois de ter lido Uma Mulher Desnecessária. Não vou esconder…

A Gorda – Isabela Figueiredo

Advertência: Todas as personagens, geografias e situações descritas nesta narrativa são mera ficção e pura realidade. Assim se inicia A Gorda, deixando desde logo o leitor avisado para as possíveis intersecções entre os eventos narrados neste livro e a experiência pessoal de Isabela Figueiredo, que se estreia com este livro na ficção. Narrado na primeira pessoa ao…

Um Estado Selvagem – Roxane Gay

Que livro brutal. Já tinha lido muitas coisas boas sobre Um Estado Selvagem, romance de estreia da escritora norte-americana Roxane Gay, mas penso que nada me preparou para o que encontrei. Narrado (quase sempre) na primeira pessoa, este é um livro que retrata um episódio de rapto de Mireille Duval Jameson, descendente de imigrantes haitianos nos…

Debaixo da Pele – David Machado

Ando há anos para ler o Índice Médio da Felicidade, mas, por um ou outro motivo, foi-se-me escapando entre os dedos. David Machado publicou este ano o seu mais recente romance, Debaixo da Pele, e porque me foi emprestado, foi por aqui mesmo que decidi começar a conhecer melhor este autor (depois de breves incursões pelos seus…

Histórias de Adormecer para Raparigas Rebeldes – Elena Favilli e Francesca Cavallo

Se tivesse de escolher apenas uma palavra para descrever este livro, escolheria inspirador. A segunda seria, muito provavelmente, belo. Histórias de Adormecer para Raparigas Rebeldes começou por ser um projeto de crowdfunding na plataforma Kickstarter, em que o valor inicialmente pretendido de quarenta mil euros acabou por chegar a cerca de um milhão – um recorde para um livro neste…

«A bofetada» de Christos Tsiolkas :: Opinião

Li este calhamaço (538 páginas) nuns poucos dias de férias e só pensava numa questão: quantas camadas de pele é que esta bofetada atinge? Muitas, com certeza. Só pode. A dureza e a realidade que Tsiolkas narra são tensas, explosivas e algumas até amorais, no entanto, convivem lado a lado com vidas que se assemelham…

Perguntem a Sarah Gross – João Pinto Coelho

Na maioria das ocasiões, vou alinhavando ideias ao longo da leitura e depois, quando chega a altura de escrever a minha opinião, trato de juntar as peças e tentar montar o puzzle. Mas, por vezes, acabo um livro e não faço ideia do que vou escrever sobre ele. Estou desde ontem, quando terminei Perguntem a Sarah…

«Estoril, um romance de guerra» – Opinião

O «Estoril, um romance de guerra» no Livro do dia TSF Entramos neste livro, recheado de episódios verdadeiros,que fizeram parte da História da Segunda Grande Guerra e tornaram o Hotel Palácio num dos refúgios da Europa, pela mão de Gabi, uma criança de dez anos que chega sozinha ao Hotel Palácio e ali ficará à espera…

«Raparigas Mortas» de Selva Almada :: Opinião

“Quando eu era pequena, adorava ir ao cemitério. Nas tardes soalheiras, nos domingos de inverno, com sacos de crisântemos ou dálias, flores que o avó plantava no seu jardim com o único objectivo de enfeitar as sepulturas dos nossos mortos. (…) Havia sobretudo dois túmulos que me causavam fascínio e espanto, um sentimento romântico, obscuro,…