“Vermelho decantado”, Jeroen Browers

“Enquanto estou aqui a escrever a minha versão dos anos de internamento naquele campo, o papa Wojtyla no seu avião desce do céu no Japão, para durantes alguns breves segundos fazer uma cara triste perante os munumentos dedicados à memória das vítimas das bombas atómicas de Hiroshima e Nagasaqui, e para de seguida abraçar o…

Encontro de Maio – sugestões

Numa tarde primaveril, já em contagem decrescente para a Feira do Livro de Lisboa (que entretanto começou), a Roda dos Livros juntou-se para mais uma tarde de conversas animadas em torno das últimas leituras. Aqui ficam as nossas sugestões de Maio de 2018: Ana M. – “Marcada para morrer” de Peter James Patrícia – “Elantris”…

Encontro de Abril

Quando chegámos à biblioteca dos Olivais, o poiso habitual da Roda dos Livros, lá estava a indicação: Abril, mês do Livro e da Leitura. Hoje, dia 23 de Abril é o Dia Internacional do Livro (data que se comemora deste 1926). Na verdade para nós, os leitores que se reúnem amiúde numa Roda à volta…

Encontro de Janeiro

2018 já cá está e como não podia deixar de ser, o grupo de rodistas já se juntou para discutir as primeiras leituras deste novo ano. Muitos nos alegra estrear mais um ano e ter duas caras novas para nos fazer companhia, a Hélia e a Patrícia que se juntaram à reunião de Janeiro e…

Encontro de Dezembro

Celebrando rodas e rodas, pilhas e mais pilhas de livros, chegou a época de fazer o último encontro Rodista de 2017, por isso, esta sessão é mais do que um balanço de leituras do mês de Dezembro, é um encontro de amigos e uma celebração. Uma festa! Uma roda à mesa, como de costume, mas…

«Remédios Literários, Livros para salvar a sua vida – de A a Z» – Prescrição

Em busca da minha prescrição literária. Sintomas: – Diagnostico em mim crises diversas e variadas; teimosia agravada e solidão cristalizada; – entre outras coisitas físicas mais simples, como dificuldade em fechar a boca ou síndrome de cão da pradaria… Após uma leitura atenta, divertida e considerando conselhos e avisos das autoras, estou prepara para emitir…

Uma Mulher Desnecessária – Rabih Alameddine

Um romance para se ler devagar porque Aaliya Saleh é uma protagonista resilente, solitária, culta e inteligente que importa conhecer e apreender. Uma verdadeira leitora e uma leitora voraz que dedicou a sua vida a uma causa sigilosa como tradutora e refere amiude os grandes autores clássicos e contemporâneos com admiração e espirito critico. Entrar na vida…

Falcó – Arturo Pérez-Reverte

Não é segredo que gosto muito da escrita precisa de Arturo Pérez-Reverte que abrilhanta os enredos. Com o ex-contrabandista e espião dos anos 30 Lorenzo Falcó fiquei agarrada a um tempo e a um lugar em que se confundiam anarquistas, socialistas, fascistas, comunistas e uma denuncia era sinal de sofrimento e morte sem fundamentação. Os…

“Quem lê poesia, vive menos cansado das coisas bruscas da vida.” – opinião – «Os livros das nossas vidas»

 “Afinal, o modo correcto de ler é o que satisfaz a nossa necessidade. A leitura apressada, lenta ou cuidadosa, depende dos nossos objectivos. Escreveu Francis Bacon: «alguns livros são para ser degustados, outros engolidos e outros ainda mastigados».” Pequeno, conciso e variado assim é este «Os livros das nossas vidas». Um compêndio generoso de diversas…

A Seca – Jane Harper

De regresso, após uma ausência sem motivo algum, para partilhar a minha opinião sobre os livros que leio. A Seca não é de todo uma seca. Talvez seja o melhor policial que me lembro de ter lido. E não se trata de uma frase de promoção. Apenas, adoro quando a história é tão absorvente, mas…

«YORO» de Marina Perezagua :: Opinião

«YORO» de Marina Perezagua é inquietante, visceral, duro, apaixonante, vibrante, desconcertante, anguloso, (digo eu) inovador, resiliente, descritivo, ritmado, fascinante, onírico, labiríntico, visual. contemporâneo, sofredor, real e altamente inclassificável, entre o horror do que descreve e a beleza da escrita. É também bastante difícil de dosear a leitura, já que é extremamente viciante toda a relação…

Roda dos Livros – Junho de 2017

Quem chega à biblioteca alguns minutos antes da Roda dos Livros começar oficialmente pode seguir as gargalhadas e encontrar-nos-á, à volta de uma mesa, a pôr a conversa em dia – afinal a roda há muito que se tornou parte da vida de cada um de nós. Confesso que ainda pensámos em mudar a Roda,…