“Perfumes”, de Philippe Claudel – Opinião

Era impossível resistir a este “Perfumes” de Philippe Claudel, com tão soberba referência logo na capa. A obra de Gustav Klimt, “As três idades da mulher”. Depois, é também impossível resistir a tão belo começo que se lê nas primeiras páginas, facultadas no site da Sextante, onde se lê a influência dos Abetos e das Acácias.…