“Vermelho decantado”, Jeroen Browers

vermelho decantado“Enquanto estou aqui a escrever a minha versão dos anos de internamento naquele campo, o papa Wojtyla no seu avião desce do céu no Japão, para durantes alguns breves segundos fazer uma cara triste perante os munumentos dedicados à memória das vítimas das bombas atómicas de Hiroshima e Nagasaqui, e para de seguida abraçar o ex-deus Hirohito.”

De repente estou a chorar que nem um doido, um véu vermelho decantado desce perante os meus olhos.”

“Penso que seria um mau escritor se fosse “feliz”: escritores felizes não têm nada para contar.”

“Um escritor com eu vive a sua vida duas vezes. – a segunda vez quando transforma em palavras o que viveu pela primeira vez.”

“Sou composto por calosidades. (Traduzido, isto quer dizer: tenho medo, estou doente de ódio, é tarde demais para me curar).”

Foram excertos do livro “Vermelho decantado” (Bezonken Rood”, no original) de Jeroen Browers, autor neerlandês, nascido em 1940, em Batávia, hoje Jacarta, capital das antigas índias holandesas, que foram invadidas pelos japoneses durante a II Guerra Mundial.

“Os colonos das Índias neerlandesas: uma gente curiosamente alegre e risonha” foram reconduzidos a campos onde imperava o horror e tudo era vermelho: vermelho do sangue, a cor da morte “que figurava em forma de um salpico de sangue na bandeira japonesa” e que decantou para sempre nos olhos e na alma deste autor, atormentado pelo terror vivenciado num destes campos, ainda criança de 5 anos, e que, à altura, nem distinguia o bem do mal, o sorriso das lágrimas, mas que lhe marcou a alma para sempre, plena de “calosidades”, como as que também se encontravam como marca indelével nos pés de quem viveu esses tempos.

Este livro é um relato magistral – como só pode sair de quem vivenciou e presenciou tais atrocidades – do que foi permanecer nestes campos, onde “imperava”: a brutalidade, as sevícias, a humilhação, a fome, a miséria, a prepotência, a violência, a tortura…

Muito crítico, muito emotivo, este relato. Como há muito não lia.

Recomendo vivamente!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s