Todos Devemos ser Feministas – Chimamanda Ngozi Adichie

todosdevemosserfeministas“Eu tinha catorze anos. Estávamos em casa dele, a discutir, ambos a fervilhar de opiniões imaturas, baseadas nas nossas leituras. Não me lembro exactamente do teor da conversa, mas recordo que estava a meio de uma argumentação quando Okolomo olhou para mim e disse: “Sabes uma coisa? És uma feminista!” Não era um elogio. Percebi pelo tom da voz dele. Era como se dissesse: “És uma apoiante do terrorismo!” (Pág. 11/12);

“Naquele dia, quando cheguei a casa e procurei a palavra no dicionário, foi este o significado que encontrei: Feminista: uma pessoa que acredita na igualdade social, política e económica entre os sexos.” (Pág. 47)

“O melhor exemplo de feminista que conheço é o meu irmão Kene, que também é um jovem amável, bonito e muito masculino. A meu ver, feminista é o homem ou a mulher que diz: “Sim, existe um problema de género ainda hoje e temos de o resolver, temos de melhorar.” Todos nós, mulheres e homens, temos de melhorar. “ (Pág. 48)

Não há muito a dizer acerca deste pequeno livro em género de ensaio. Dada a sua objectividade e clareza de ideias, apenas posso recomendar que o leiam, que lhe dediquem um pouco do vosso tempo para enriquecimento, para apurar um ponto de vista que deverá ser óbvio, mas não é. Ainda não é. Trata-se de uma versão da palestra que a autora deu em Dezembro de 2012, da qual deixo o vídeo.

De forma a ilustrar tudo o que foi dito e escrito, este livro inclui o conto “Casamenteiros”, um pedaço de narrativa espectacular, dentro do estilo que Chimamanda me tem vindo a habituar.

Desafio-vos a descobrir “Todos Devemos ser Feministas”, um livro que está mesmo a pedir que o ofereçam a toda a gente.

Sinopse

“”Peço-vos que sonhem e planeiem um mundo diferente. 
Um mundo mais justo. Um mundo de homens e mulheres mais felizes, mais fiéis a si mesmos. E é assim que devemos começar: precisamos de criar as nossas filhas de uma maneira diferente. Também precisamos de criar os nossos filhos de uma maneira diferente.”
O que é que o feminismo significa hoje em dia?
Neste ensaio pessoal – adaptado de uma conferência TED – Chimamanda Ngozi Adichie apresenta uma definição única do feminismo no século XXI. A escritora parte da sua experiência pessoal para defender a inclusão e a consciência nesta admirável exploração sobre o que significa ser mulher nos dias de hoje. Um desafio lançado a mulheres e homens, porque todos devemos ser feministas.”

D. Quixote, 2015

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s