O Nadador – Joakim Zander

onadadorEle gostava de nadar.  O agente americano que sobreviveu a um ataque que lhe foi infringido mas perdeu a mulher e afastou-o da sua filha bebé para a proteger. Anos depois, essa filha é uma mulher determinada que é arrastada numa trama com o seu anterior amante Mahmoud, também ele surpreendido num encontro com um anterior companheiro de armas que assinava as mensagens como “Vontade, coragem e perseverança”.

Uma outra personagem, George, é retida pela ambição e por um obscuro segredo da sua carreira que o pode destruir, mas ultrapassa o medo e reage ativamente numa ilha inóspita da Suécia durante uma tempestade.

Apesar das suas mais de quatrocentas páginas é uma leitura viciante que se lê num ápice, em que cada capítulo suspende a trama num momento crucial e retoma com outra personagem no ponto em que tinha ficado em suspense. São quatro as personagens com honra de capítulo que dão sequência à história. Uma história envolvente e perigosa com os meandros do poder a atuar para encobrir o rasto da violência noutro lado do mundo.

Atual, esta narrativa empolgante e tensa, que seguimos por cenários que bem imaginamos quando não os conhecemos, duma Europa fria e cinzenta onde se dá a ação. Um bom thriller  para uma leitora não apaixonada pelo género.

Sinopse:

Damasco. Uma noite quente no princípio dos anos 80. Um agente americano entrega a sua bebé a um destino incerto, uma traição que jamais se perdoará e que será o começo de uma fuga de si próprio. Até ao dia em que não pode continuar a esconder-se da verdade e se vê obrigado a tomar uma decisão crucial. 

Trinta anos depois, Klara Walldéen, uma jovem sueca que trabalha no Parlamento Europeu, vê-se envolvida numa trama de espionagem internacional na qual está implicado Mahmoud Shammosh, o seu antigo amante e ex-membro das forças especiais do exército sueco.
Klara e Mahmoud transformam-se no alvo de uma caçada através da Europa, um mundo onde as fronteiras entre países são tão ténues como a linha que separa um aliado de um inimigo, a verdade da mentira, o passado do presente.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s