Os Demónios de Álvaro Cobra, de Carlos Campaniço

cobra

Um livro carregado de gente, de histórias de gente, um labirinto delicioso, uma caminhada por entre demónios que não são demónios e anjos que não são anjos.

Um livro com párocos e com campónios, com aves e demónios, com mulheres infinitamente velhas e outras novas também. E ainda homens de crenças várias e apagada esperança. E com putas também.

A escrita do Carlos Campaniço leva-nos numa viagem ao ‘ falar e estar da época ‘, salpicada por constantes e inesperadas associações, desbravando enredo por imagens descritivas verdadeiramente deliciosas, dignas de brotarem na cabeçorra de um Álvaro que ele nos oferece, um Álvaro de jeitos e trejeitos psíquicos e no entanto o mais simples e verosímil dos homens.

Começa bem e acaba melhor, este livro.

Dá-nos, tira-nos, devolve-nos. O sossego, a concentração, a esperança e as certezas.

Muito, mas muito pouco sensato deixar este livro passar ao lado!

Anúncios

Um pensamento sobre “Os Demónios de Álvaro Cobra, de Carlos Campaniço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s