O Livreiro de Mark Pryor

Quando vi na capa a frase “Um sobrevivente do Holocausto”, entre outras, fiz logo o “meu filme” e soube que tinha de ler este livro. E, se por um lado, estava à espera que a trama estivesse mais relacionada com a Segunda Guerra, por outro, fiquei surpresa por não sentir falta disso mesmo.

É uma história emocionante, um policial com bastante suspense que não nos deixa adivinhar o final. Hugo Marston, chefe da segurança da embaixada americana em Paris, vê-se directamente envolvido no rapto de um amigo, alfarrabista de profissão, não conseguindo impedir que Max desaparecesse perante os seus olhos!

Entre livros raros, raptos, tiros, um romance apimentado e um sobrevivente do holocausto que após a guerra se tornou num caçador de nazis, a disputas de gangues de drogas, tudo promete para que passem as páginas sem quase piscarem os olhos!

O personagem principal é muito verosímil e não é de todo um super herói com super poderes, o que me agradou bastante. Humano, com um raciocínio rápido mas sujeito a erros como um simples mortal que é, Hugo pede ajuda a um amigo, Tom, antigo agente da CIA. Juntos tentam encontrar Max e descobrir qual o segredo que está por detrás do seu desaparecimento.

Com suspense e romance q.b., esta obra vai de encontro áqueles que adoram um bom mistério! Fez-me bem variar no género, pois há algum tempinho que não lia um policial “à maneira”!

Terminado em 17 de Abril de 2014

Estrelas: 4*+

Sinopse

Neste romance de ritmo acelerado e empolgante (que prenderá os leitores da primeira à última página), encontramos a história de um terrível segredo escondido durante décadas nas páginas de um livro há muito desaparecido.

Hugo Marston decide comprar um livro raro ao seu amigo Max, o idoso proprietário de uma banca de obras antigas. Poucos minutos depois, Max é raptado. Vivamente surpreendido com o ato, Marston, chefe de segurança da embaixada americana em Paris, nada consegue fazer para impedir o raptor. Marston inicia então uma investigação destinada a encontrar o livreiro, recrutando a ajuda do seu amigo Tom, um agente da CIA.

 

A busca de Hugo revela que Max é, afinal, um sobrevivente do Holocausto que mais tarde se converteu num caçador de nazis. Estará o rapto ligado ao sombrio passado de Max ou aos misteriosos livros raros que vendia?
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s