O Olhar de Sophie de Jojo Moyes

Uma excelente surpresa este livro! Sabem quando começamos a ler e ao fim de meia dúzia de páginas já estamos completamente absorvidas com a leitura? Garanto-vos que nesta história vos vai acontecer isso!!!

São duas histórias com um hiato no tempo de, aproximadamente, cem anos. A primeira passa-se durante a Primeira Guerra Mundial, em 1916, numa pequena vila francesa ocupada pelos alemães. A narrativa é de tal forma intensa que me arrebatou completamente e quando, inesperadamente, surgiu a segunda história não pude deixar de me aborrecer seriamente, ao ponto de procurar nas páginas seguintes a sua continuação. Ainda bem que não consegui encontrá-la… Mas duvidei seriamente que os acontecimentos passados em 2006, em Londres, com outra personagem me fossem agradar e surpreender tanto quanto os da história anterior!

Jojo Moyes é uma escritora como poucas. Não existe uma pequena parcela neste livro que não seja sorvida com ansiedade e grande expectativa! A segunda parte do livro, se assim podemos descrever, é, também ela, arrebatadora, cheia de mistério (e romance) fazendo-nos a ligação à história anterior, com pequenos apontamentos que não nos deixam sossegar e nos inquietam.

Já há muito tempo que não devorava tão rapidamente quatrocentas e tal páginas, chegando a lutar contra o sono porque este me impedia de conhecer o final tão aguardado. Final que, embora tivesse à espera, teve surpresas inesperadas que deram um toque brilhante a esta obra.

Poucos romances há que atribuo 6 estrelas. Não tenho nenhumas dúvidas em dar nota máxima a este livro. Deixem-se surpreender! Eu gostei. Muito!

Terminado em 16 de Março de 2014

Estrelas: 6*

Sinopse

Somme, 1916. Sophie vive numa vila ocupada pelo Exército alemão, tentando sobreviver às privações e brutalidade impostas pelo invasor, enquanto aguarda notícias do marido, Édouard Lefèvre, um pintor impressionista, que se encontra a lutar na Frente. Quando o comandante alemão vê o retrato de Sophie pintado por Édouard, nasce uma perigosa obsessão que leva Sophie a arriscar tudo – a família, a reputação e a vida.


Quase um século depois, o retrato de Sophie encontra-se pendurado numa parede da casa de Liv Halston, em Londres. Entretanto, Liv conhece o homem que a faz recuperar a vontade de viver, após anos de profundo luto pela morte prematura do marido. Mas não tardará que Liv sofra uma nova desilusão – o quadro que possui é agora reclamado pelos herdeiros e Paul, o homem por quem se apaixonou, está encarregado de investigar o seu paradeiro…


Até onde estará disposta Liv a ir para salvar este quadro? Será o retrato de Sophie assim tão importante que justifique perder tudo de novo?

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s