Terra Abençoada – Pearl S. Buck

terraabencoadaExpectativas elevadas para um livro considerado de topo. Gostei mas não posso evitar sentir que esperava gostar mais, envolver-me mais, entusiasmar-me mais.

A escrita é irrepreensível e um prazer. A história verosímil e bem contada. Pearl Buck desfia os acontecimentos de forma perfeita, cria personagens completas que caracteriza de forma sustentada e coerente.

A Terra como suporte de um homem e como mãe da sua família. Que sustenta, é fonte de riqueza e felicidade, mas também de miséria. O homem como parte da natureza, como igual e não superior (como na verdade tende a julgar-se). Dependente dos seus desígnios, respeita a sua vontade e os seus ciclos, entrega-se e participa, trabalha e prospera.

Wang Lung um homem simples. Pobre. Casa e deseja constituir família. Porque é assim. Um caminho que os homens seguem, coisas que se fazem. Casa com O-lan. Passam por dificuldades mas lutam sempre, procuram soluções, respeitam a terra de uma forma religiosa, bonita até. Sabem que a sua dedicação será recompensada, uma fé cega que em anos maus desaparece e morre. Mas a terra espera por eles, renova-se e renova-os, alimenta os filhos, dá-lhes riqueza, esquecem a miséria e conhecem a fortuna, que gera ostentação e, claro, a cobiça alheia. Numa China de outros tempos ou na Europa actual há coisas que se repetem, atitudes que o tempo não muda, a imperfeita natureza humana acaba por se revelar.

Talvez demasiado conclusivo e objectivo para o meu gosto, pois acaba por chegar sempre às mesmas conclusões moralistas e bate sempre na tecla das injustiças. Infelizmente nem sempre quem trabalha vê o seu esforço recompensado e nem todos os pobres são os bons da fita. Pearl Buck salvaguardou estas situações mas, a meu ver, não de forma suficiente pois senti sempre que a família de Wang Lung merecia uma vida próspera. Concordo que quem se esforça e trabalha merece ser recompensado, mas o que concluir quando Wang Lung apenas se colocou no caminho da riqueza depois de O-Lang se aproveitar de um saque de pedras preciosas?

Não lhe encontrei defeitos e fiquei encantada com o brilhantismo da escrita. Mas a verdade é que não teve em mim o efeito esperado, não me apaixonei pela narrativa, não me tocou de forma particular. Vale pela complexidade das questões que levanta e por ser uma porta aberta à discussão.

Penso ler mais livros da autora, é um investimento que a sua capacidade literária justifica. E quem sabe não me apaixono por algum dos seus outros títulos?

Sinopse

“No reinado do último imperador da China, uma criada casa com um homem humilde. Juntos dão início a uma família e encetam uma viagem épica, envolvente e inesquecível. O-lan é uma criada na maior casa da aldeia. Quando casa com Wang Lung, um humilde agricultor, labuta arduamente ao longo de quatro gravidezes pela sobrevivência da sua família. Ao princípio, as recompensas são poucas, mas o trabalho é fonte de esperança e há sustento na terra. Até a fome chegar e mudar a vida de todos. Obrigada a fugir ou a morrer de inanição, a família chega à grande cidade do Sul, juntando-se a milhares de outros camponeses que mendigam pelas ruas. Tudo parece perdido, até que a boa sorte e a determinação de O-lan conjuram-se para os levar de volta a casa com uma riqueza inimaginável.”

Clube do Autor, 2011

Anúncios

Um pensamento sobre “Terra Abençoada – Pearl S. Buck

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s