Jardins de Canela de Shyam Selvadurai

CapturarEdição/reimpressão: 2003
Páginas: 304
Editor: Bizâncio
ISBN: 9789725301913
Coleção: Ilhas Encantadas

Li comentários positivos sobre este livro e ele aguardava (im)pacientemente que lhe pegasse. Nota máxima!

Confesso que quando peguei nele pensei que me ia dispersar na leitura pois os nomes dos personagens são extensos e, por essa razão, nada fáceis de identificar. Mas estava enganada.

Annalukshmi, uma das personagens principais, é facilmente reconhecida se tivermos em consideração o pequeno nome que tem integrado. Anna! E com alguns, outros, personagens passa-se o mesmo. Para além do que, muito rapidamente, ficamos a conhecer interiormente as suas vidas e as suas personalidades, o que facilita muito a leitura. Todos os personagens estão muito bem descritos e inseridos na época.

Viajamos pelo que é hoje o Sri Lanka, antigo Ceilão, por volta de 1927 e a acção passa-se maioritariamente em Colombo, antiga capital. Com uma certa regularidade, tomamos conhecimento, paralelamente, de duas vidas: a de Annalukshmi e de seu tio, Balendran (Bala). Qualquer dessas vidas desperta imediatamente interesse e mergulhamos no seu quotidiano com verdadeiro interesse tanto mais que os assuntos abordados eram polémicos na sociedade de então.

Anna é uma jovem inteligente que conseguiu singrar e destacar-se no mundo do ensino. Mas na época teria de fazer uma escolha: se continuasse a leccionar não poderia ligar-se a ninguém pois as professoras estavam impedidas de o fazer.

Bala, seu tio, sujeita-se desde cedo aos caprichos de seu pai, obedecendo-lhe na integra e aniquilando, quando jovem universitário, a sua homosexualidade. Casado com Sonia e tendo um filho que os une no seu amor, sente-se dividido.

Com estes dois personagens principais surgem outros, verdadeiramente interessantes e imbuídos das dúvidas que a situação política da época fazia prever: o Ceilão estava sob dependência britânica. Questões como a auto-determinação, o sufrágio universal, as castas superiores e inferiores, diferenças entre religiões tudo passa para nós, naturalmente, através das personagens e das suas lutas.

O fim de algumas personagens é deixado, propositadamente creio, em aberto e isso agradou-me bastante. Sentir que elas cresceram na narrativa e se foram afirmando aos poucos, saber que elas passam a controlar as suas decisões e escolherão seu destino, sossegou-me o bastante para as deixar navegar, sozinhas, pelos seus rumos…

Recomendo vivamente esta leitura!

Estrelas: 6*

Sinopse

No elegante, mas sufocante mundo da classe alta de Ceilão, duas pessoas solitárias, Annalukshmi e o seu tio Balendran, têm de escolher entre a felicidade pessoal e a provável destruição de outras vidas. Uma sonha com a independência, ao mesmo tempo que a sua família tenta, obcecadamente, arranjar-lhe o casamento adequado, enquanto o outro, um respeitável marido e pai, vê-se confrontado com o passado quando o seu antigo amante, Richard, aparece depois de muitos anos de separação.
Sensual e cativante, Jardins de Canela, é um arrebatador romance que fala de emoções proibidas e da força interior daqueles que tentam não só resistir às pressões da sociedade, mas também lutar para alcançar a sua própria felicidade.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s