Ainda Alice – Lisa Genova

250_9789892304014_ainda_alice_254dpiÉ difícil aceitar que haja uma demência tão devastadora como Alzheimer. Mais difícil se torna quando a doença se manifesta precocemente. Alice foi diagnosticada aos cinquenta anos. Cientista, professora em Harvard com obra editada, conceituada e constantemente presente como oradora em conferências por todo o país, vê-se subitamente a percorrer um caminho sem regresso.

O surgimento dos primeiros sintomas são facilmente explicados por cansaço, stress, menopausa. O facto de a sua mente estar em constante bulício devido ao seu trabalho foi-lhe dando ferramentas para ultrapassar as primeiras falhas de memória. Infelizmente estes malabarismos do intelecto só serviram para adiar a confirmação de uma manifestação precoce da doença.

Alice é casada com John e tem três filhos. Tem medo de esquecer a sua vida, a sua existência, a família. Vai criando ferramentas para auxiliar o seu dia-a-dia, registando tudo no telemóvel e criando testes de memória que exercita diariamente. Contudo a progressão da doença é galopante, é dispensada do trabalho pois os seus lapsos deixam de passar despercebidos.

Ter de assumir perante a comunidade intelectual que já não tem capacidade para lecionar, acompanhar alunos e viajar é muito duro. Penso que o mais difícil é quando ainda se tem consciência do que se consegue fazer mas que, com o tempo, tudo se perderá.

Alice desorienta-se na rua e perde-se dentro da sua própria casa. Procura algo e durante a busca esquece-se do que seria. Sofre com a confirmação que uma das suas filhas sofrerá do mesmo mal.

Não consigo imaginar o sofrimento da família a assistir diariamente à forma como a doença ganha terreno, como vai levando para longe sempre um pouco mais de Alice.

Coisas triviais como vestir-se ou ler um livro vão sendo apagadas. Alice esquece como se fazem as coisas mais simples, as que sempre fez todos os dias. Confunde a sua casa com a da vizinha e não consegue entender para onde foram as suas coisas nos armários da cozinha. Deixa de reconhecer os filhos. É como se a mente se fosse esvaziando. Um mal implacável e incompreensível. É inaceitável que um ser humano definhe desta forma para o vazio.

Um relato duro, por vezes arrepiante e assustador, que faz temer a perda de autonomia e a total dependência dos outros.

Um livro marcante, um relato bem conseguido que me prendeu e agarrou em todas as páginas.

Adorei ler. Recomendo sem qualquer reserva.

“Voltou, embrulhou-se na manta, sentou-se numa das cadeiras e abriu o livro na página marcada. Ler estava a tornar-se rapidamente uma tarefa desoladora. Tinha de reler as várias páginas várias vezes para conseguir reter a continuidade da tese ou da narrativa, e, se pousasse o livro durante algum tempo, por vezes tinha de voltar atrás um capítulo inteiro para encontrar o fio à meada. Além disso, ficava ansiosa quando tinha de decidir o que ler. E se não tivesse tempo para ler tudo aquilo que sempre quisera? Ter de estabelecer prioridades magoava-a, era um lembrete de que o relógio não parava, de que havia coisas que ficariam por fazer.” (Pág. 162)

Sinopse

“O mundo de Alice é perfeito. Professora numa conceituada universidade, é feliz com o marido, os filhos, a carreira. E tem uma mente brilhante, admirada por todos, uma mente que não falha… Um dia, porém, a meio de uma conferência, há uma palavra que lhe escapa. É só uma palavra, um brevíssimo lapso. Mas é também um sinal de que o mundo de Alice começa a ruir. 
Seguem-se as idas ao médico e, por fim, a certeza de um diagnóstico terrível. Aos poucos, Alice vê a vida a fugir-lhe. Amada pela família, unida à sua volta, é ela que se afasta, suavemente arrastada para o esquecimento, levada pela Alzheimer.
Ainda Alice é a narrativa trágica, dolorosa, de uma descida ao abismo, o retrato de uma mulher indomável, em luta contra as traições da mente, tenazmente agarrada à ideia de si mesma, à memória de uma vida e de um amor imenso.”

Caderno, 2009

Anúncios

4 pensamentos sobre “Ainda Alice – Lisa Genova

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s